Comprar um iMac usado é uma opção mais acessível que pode atrair pessoas que pretendem adquirir um PC novo. Porém, como todo aparelho semi-novo, há pontos positivos e negativos que precisam ser analisados antes de efetuar qualquer negócio. Apesar do preço mais barato – dependendo da versão, é possível encontrar iMacs na faixa de R$ 4 mil e R$ 7 mil – e do bom desempenho que os aparelhos da Apple costumam praticar, é preciso levar em conta que comprar um computador com hardware antigo e marcas de uso pode ser um investimento ruim.

Para ajudar nessa escolha, o TechTudo separou alguns prós e contras de se comprar um iMac usado. Veja os tópicos abaixo e defina se essa opção realmente vale a pena para o seu perfil de usuário.

PONTOS POSITIVOS
1. Design

O design é um dos principais destaques do iMac. Como ele cumpre o papel de um computador All-in-One, o aparelho é costuma agradar bastante os usuários que precisam de um PC que não ocupe muito espaço. Nesse sentido, a ausência de uma CPU pode ser um ponto forte do iMac, já que todo o processamento o computador é feito no próprio monitor.

Além disso, o design refinado que a Apple produziu para o iMac também vale ser destacado. As versões mais recentes do aparelho contam com apenas 5 mm de espessura e um tamanho de 21,5 e 27 polegadas de tela. Por ser muito bem acabado, o design do iMac é um pró que deve ser levado em consideração na hora da compra.

2. Desempenho

Outro ponto positivo de comprar um iMac usado é o desempenho. De modo geral, os aparelhos da Apple costumam satisfazer bastante os seus usuários com uma boa usabilidade no dia a dia. Como o sistema operacional do iMac é desenvolvido pela própria Apple, é mais difícil que o dispositivo apresente travamentos ou engasgos, o que é uma ótima opção para quem já não vai ter a garantia que um dispositivo novo oferece.

Nesse sentido, apesar de também existirem outros computadores potentes no mercado, o iMac pode ser uma alternativa bastante interessante, principalmente, se o usuário for usar o PC mais para navegar na Internet ou baixar apenas alguns programas leves. Caso ele tenha interesse em usar softwares como Adobe Premiere e Photoshop ou jogos pesados, é importante analisar bem as configurações do iMac antes de escolher.

3. Preço

Conhecida por praticar preços acima da média do mercado, a Apple também não “pegou leve” nos valores do iMac. Atualmente, é possível comprar a versão mais barata do aparelho no site da Apple por R$ 8.199. A mais cara tem números ainda mais assustadores: R$ 17.199.

Porém, ao navegar em sites de busca e especializados em compra e venda de usados, é possível encontrar versões mais antigas do iMac entre R$ 2 mil e R$ 4.500. Já os modelos mais potentes variam entre R$ 5 mil e R$ 8 mil. Como ainda não é tão barato assim, é sempre importante testar o aparelho antes de fechar qualquer acordo, para garantir que você não está sendo enganado por uma pessoa má intencionada.

CONTRAS
1. Hardware antigo

Um ponto que merece atenção ao comprar um iMac usado deve ser o hardware. Por se tratar de aparelhos mais antigos, é bastante possível que as configurações do PC já estejam defasadas. Por conta disso, se você costuma exigir muito do computador, baixando games e programas pesados, comprar um iMac usado pode não ser a melhor opção.

Porém, se você é o tipo de usuário que precisa apenas de um aparelho capaz de navegar na Internet com rapidez, guardar arquivos e baixar alguns programas mais leves, um iMac usado pode ser um boa opção. Ainda assim, é importante ter em mente que você estará adquirindo um PC com hardware antigo.

2. Sistema fechado

Outro ponto negativo de comprar um iMac usado é o sistema fechado da Apple. Por ser antigo, a tendência é de que o hardware já esteja defasado, como dito no tópico acima. Além disso, como o iMac não é uma máquina personalizável, é necessário ter em mente que você permanecerá com o mesmo sistema, sem opções de mudança.

Se você for o tipo de usuário que procure sempre trazer um upgrade para os seus aparelhos, talvez seja mais vantajoso comprar um PC (desktop). O equipamento permite que você troque as peças que o compõem, como placa de vídeo e a memória RAM, por exemplo, configurações muito importantes para quem precisa de um aparelho com alto desempenho, como gamers e editores de vídeo.

3. Marcas de uso e desgastes

Esse é um problema bastante comum entre os aparelhos usados. Com o tempo, é normal que os PCs comecem a apresentar algumas marcas e desagastes, por conta de quedas, mau uso e falta de limpeza, por exemplo.

Portanto, para garantir que você não irá levar um iMac danificado pelo dono anterior, certifique-se de ver se a carcaça do aparelho está inteira e em bom estado. De preferência, peça para testar os recursos que o computador oferece, como o display, entradas de cabo, saídas de som, conexão via Bluetooth, rede Wi-Fi e todas as outras funções disponíveis.

Fonte: Techtudo